top of page

Gideão Day transforma vidas através da doação

Atualizado: 18 de dez. de 2023


Com o objetivo de aumentar a capacidade de atendimento dos projetos sociais fundados e amparados pela igreja Renascer em Cristo, como o Centro Assistencial Bispo Tid Hernandes, o Centro de Recuperação Renascer e a Associação Renascer Angola, a Rede Gospel de Televisão, em parceria com o Gideão da Conquista, criou o Gideão Day, maratona solidária que ocorre uma vez por ano, sempre no dia 12/12.


Comandada pelo Apóstolo Estevam Hernandes e pela Bispa Sonia Hernandes, a 8ª edição do programa foi transmitida ao vivo diretamente do Centro Assistencial Bispo Tid Hernandes, que atualmente atende 300 crianças por período em uma das maiores comunidades do país, o Heliópolis, oferecendo reforço escolar, palestras, atividades esportivas, orientação social, aulas de música e informática, apoio psicológico, acompanhamento nutricional e uma alimentação balanceada. 




A programação foi marcada por apresentações musicais, histórias de superação, testemunhos impactantes, reportagens que mostram os trabalhos desenvolvidos pela Igreja Renascer em Cristo nos últimos anos e a entrega dos presentes de Natal para as crianças da comunidade.


Um dos momentos mais emocionantes do Gideão Day foi a inauguração da quadra de vôlei coberta. A fita inaugural foi cortada pela medalhista olímpica Tandara Caixeta. A partida de estreia foi disputada por dois times femininos, que se inspiram na história de superação da convidada. 

Diversas personalidades, artistas e esportistas fizeram questão de vestir a camisa do Gideão Day. A lista inclui: Marcão do povo, Mara Maravilha, Rafael Ilha, Renascer Praise, Coral Heliópolis, Victin, Mano Reco, Gaby Cardoso, Sonaira Fernandes, Claudia Martinez, Marcelo Gonçalves, Nesk e Eliana Passarelli.


Acompanhe, a seguir, alguns depoimentos dos participantes:

Rafael Ilha (ator e cantor): Foram 13 anos de dor e sofrimento, preso nas drogas. Eu vim hoje, completamente liberto e restaurado, para dizer: “Não desista da sua libertação. Persevere. Continue com seus joelhos dobrados e suas mãos estendidas!”. Ninguém mais acreditava que eu poderia vencer. Cheguei a morar na rua. Mas Deus não desistiu de mim. O que estamos fazendo aqui hoje é lutar pelas vidas, porque nós acreditamos que há um caminho de cura e libertação.

Mara Maravilha (apresentadora e cantora): Deus é tão maravilhoso, pois através da igreja, que é minha família na fé, esta comunidade está recebendo vida, está recebendo razões para viver através do esporte e do estudo. Muitos hoje podem olhar para dentro e dizer: “Eu teria tudo para ser um erro, mas eu sou um acerto!”. Quem doou pode ter certeza, absoluta, que já é muito abençoado!

Marcão do Povo: Participar deste projeto é semear em uma terra fértil e abençoada! Quem abençoa, com certeza, será muito mais abençoado!

Gaby Cardoso (cantora): Eu quero glorificar a Deus por estar aqui onde tantas vidas são transformadas pelo amor de cada um que contribui para esta obra!

Sonaira Fernandes (Secretária de Políticas para Mulher e fundadora do Voz para Elas): Existem muitas mulheres que são silenciadas pela dor, pela violência, pela fome e nós queremos dar voz a elas. Iniciativas como o Centro Assistencial Bispo Tid Hernandes ajudam muitas mães-solo. É um grande suporte.

Cláudio Xaparral (uma das vidas restauradas pelo Centro de Recuperação Renascer): O Gideão da Conquista é realmente um projeto que transforma vidas e famílias. Tudo o que eu precisei investir para o tratamento no Centro de Recuperação Renascer foi minha dedicação, meu tempo e a vontade de ser curado! A transformação não ocorreu só na minha vida, mas em toda a família. A nossa maneira de enxergar o mundo mudou. Hoje, levamos essa cura e este apoio para outras pessoas também através da Igreja Renascer em Cristo.

Eliana Passarelli (promotora): 70% dos crimes cometidos no Brasil possuem algum tipo de relação com as drogas. O trabalho que a Igreja tem desempenhado na luta contra o vício e no processo de restauração de vidas é fundamental. E eu quero fazer um alerta para aquelas pessoas que lutam pela legalização da maconha. Está comprovado que esta droga é a porta de entrada para outras drogas e que pode, sim, afetar a capacidade de pensar, além de causar efeitos irreversíveis no cérebro.  


Tandara Caixeta (jogadora de vôlei e campeã olímpica): Até aqui, o Senhor me trouxe, e eu sou muito grata a Ele. Quando comecei, na adolescência, eu não treinava em uma quadra tão linda quanto a quadra que inauguramos aqui hoje. Eu não tinha apoio, eu não tinha suporte. E, hoje, essas crianças têm, porque as portas deste lugar estão abertas. O esporte me transformou e me deu um caminho e eu sei que assim será com muitas meninas aqui.

Jairo Alves de Souza: Foram mais de 20 anos preso nas drogas. Comecei com cigarro, com bebidas alcoólicas e maconha. Depois, fui para a cocaína. Da droga, fui para o mundo do crime. Fui preso por assalto a mão armada. Fui liberado depois de um ano e oito meses. Fui completamente excluído da minha família. Redescobri o que é amor na igreja, onde minha vida foi completamente restaurada. Faz mais de 22 anos que estou limpo! Sou casado, pai de família e pastor! Eu sou fruto deste amor. Eu posso servir a Deus todos os dias da minha vida, mas nada pode pagar o que Ele fez na minha vida através do Gideão da Conquista. 

Daiane Silva de Araújo: Fiquei no Centro Assistencial Bispo Tid Hernandes dos 7 aos 16 anos. Daqui, eu já saí para o mercado de trabalho. Voltei com 18 anos já contratada. Estou há nove anos trabalhando para que esta obra continue mudando outros futuros. Infelizmente, na comunidade, é muito comum os jovens trilharem o caminho das drogas e da prostituição, devido a más influências. No Centro Assistencial Bispo Tid Hernandes, eles encontram um caminho diferente, pois recebem bons exemplos. Aqui, vamos além do profissional, realmente nos doamos! Não cuidamos somente dos alunos, mas das famílias também!

Egles Fernandes: Meu filho é aluno do Centro Assistencial Bispo Tid Hernandes! Eu sou mãe solo e aqui encontrei apoio e amparo. Este local não abraçou somente o meu filho, mas minha família. É a nossa segunda casa. Somos tratados com um carinho que não tem explicação.



Redação

コメント


bottom of page